Parque das Alamandas | Crematório

Entenda o processo de cremação

O hábito da cremação é milenar, surgiu na idade da Pedra na região que hoje seria a Europa. Foi muito praticada no inicio do Cristianismo e durante séculos foi esse o costume que prevalecia entre as civilizações.

No inicio, o ato da cremação consistia em um feixe de madeira, no qual o corpo ficava suspenso sobre as chamas. Porém, com o passar do tempo, as técnicas de cremação começaram a ficar mais sofisticadas e elaboradas com a criação de fornos específicos para esta finalidade.

A cremação foi sendo inserida no país de forma suave, porém constante. Em 2001 a Família respeitou o desejo do escritor Jorge Amado e após sua morte, o seu corpo foi cremado e suas cinzas foram espalhadas no arborizado jardim de sua casa em Salvador, à sombra de uma mangueira. Sete anos mais tarde, o mesmo destino teriam os restos mortais de sua mulher, a escritora Zélia Gatai. A partir daí, outras tantas personalidades foram cremadas no país – os atores Marcos Paulo, Walmor Chagas, Chico Anísio, os cantores Renato Russo, Nelson Ned, Chorão, o ex vice Presidente José de Alencar e o ex Presidente e senador Itamar Franco.

O Crematório Parque das Allamandas, investiu na mais alta tecnologia em cremação de corpos, adquirindo nos Estados Unidos os mais modernos equipamentos e está preparado para atender a demanda dos Estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

O aumento do número de crematórios é mais um passo numa mudança de comportamento social iniciada décadas atrás. Apesar deste crescimento, a cremação no Brasil tem muito para expandir nos próximos anos, principalmente pela mudança dos costumes, que ocorrem em razão da obtenção de informações cada dia mais acessível. Hoje no Brasil apenas 2% dos corpos são cremados. Ainda é muito pouco quando comparamos com mercados já maduros como os Estados Unidos, que hoje cremam aproximadamente 37% e com o Japão, que crema nada menos que 98% de seus falecidos.

O Crematório se localiza dentro do Cemitério Metropolitano Parque das Allamandas, reconhecidamente um dos maiores complexos funerários do Estado, contando com salas de velório climatizadas, lanchonete, floricultura, sala de cerimonial, segurança 24 horas, serviço de auxiliador e toda a infraestrutura para atendimento às famílias num momento tão difícil.

  • Passo 01 Passo 01
  • Passo 02 Passo 02
  • Passo 03 Passo 03
  • Passo 04 Passo 04
  • Passo 05 Passo 05
  • Passo 06 Passo 06
  • Passo 07 Passo 07